Dra Georgia Machado Cirurgia Plástica em Fortaleza

Um estudo divulgado quarta-feira mostrou que substâncias químicas presentes no mirtilo e no vinho podem aumentar a imunidade do corpo

Pesquisadores da Universidade Estadual de Oregon avaliaram o impacto de 446 substâncias químicas diferentes sobre o sistema imunológico humano. Os resultados, publicados no periódico Molecular Nutrition and Food Research mostraram que o resveratrol, presente em uvas vermelhas, e o pterostilbeno, encontrado em mirtilos, podem estimular os mecanismos de defesa do corpo. Ao serem combinados com vitamina D, ambos os compostos elevam a capacidade do corpo combater doenças.

“Em um estudo que avaliou centenas de compostos, o resveratrol e o pterostilbeno se destacaram imediatamente, “ disse o principal responsável pela pesquisa Adrian Gombart. “A sinergia entre esses dois compostos e a vitamina D…foi algo intrigante e significativo, uma interação muito interessante”.

Chamados genericamente de estilbenóides, os compostos interagiram com a vitamina D de forma estimulara atuação do peptídeo antimicrobial catelicidina  cathelicidin (na sigla em inglês, CAMP), envolvido nos mecanismos de defesa do corpo.

Apesar das conclusões apontarem para os benefícios dessas substâncias, os cientistas frisam que o estudo usou apenas células em cultura em laboratório, e a pesquisa precisa ser levada adiante antes que se faça recomendações para uma dieta rica em vinho ou mirtilos.

Inúmeros estudos sobre as propriedades medicinais do Resveratrol haviam sido feitos anteriormente, e a substância já foi associada à boa saúde do coração, tratamentos contra o câncer e combate a inflamações em geral.

Esse ano, uma pesquisa feita por cientista do Centro de Pesquisa em Envelhecimento e Nutrição das universidades de Tufts e Maryland Baltimore County, mostrou que os mirtilos são ricos em polifenóis, que estimulam o cérebro e atuam na execução de tarefas vitais para a manutenção do corpo. A pesquisa, feita a partir da análise de cérebros de ratos, avaliou os efeitos de mirtilos e outras frutas semelhantes sobre a capacidade do cérebro eliminar substâncias tóxicas.

Acesse o novo estudo pelo: http://goo.gl/aP2ocS

Espaço Georgia Machado

Dra Georgia Machadocirurgiã plástica em Fortaleza, Diretora Técnica do Espaço Georgia Machado

Fonte: Relaxnews

 

Responda