Dra Georgia Machado Cirurgia Plástica em Fortaleza

As mulheres, especialmente aquelas que investiram para aumentar os seios, muitas vezes ficam preocupados com possíveis alterações em suas mamas por conta do período de amamentação, disseram os pesquisadores. Mas um estudo realizado com 119 mulheres que fizeram implantes sugere que não há motivo para preocupações.

“A flacidez da mama, muitas vezes sentida depois do parto, é resultado de mudanças trazidas pela própria gravidez, não da amamentação”, disse a autora do estudo Norma Cruz, professora de cirurgia plástica na Escola de Medicina de San Juan da Universidade de Puerto Rico, em um comunicado à imprensa. “A amamentação não parece causar a queda dos seios em mulheres que já tiveram um aumento de mama”, disse ela.

Norma apresentou seus resultados nesta semana na reunião científica anual da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos em San Diego, Califórnia.

A pesquisa avaliou as mudanças nas medidas dos seios depois da gravidez em 57 mulheres que aumentaram a mama e amamentaram e em 62 que tinham os implantes mamários mas não amamentavam.

As medidas foram tiradas antes da gravidez e um ano depois da gestação ou do término da amamentação. Os resultados mostraram que as mudanças no tamanho das mamas e o grau de flacidez não foram significativamente diferentes entre as mulheres que amamentaram e as que não.

Embora as medições dos seios e a flacidez tenham aumentado entre as mulheres, Norma disse que isso aconteceu devido a alterações relacionadas com a gravidez e não pela amamentação.

“Um estudo semelhante feito com mulheres sem implantes de mama descobriu que a amamentação não foi um fator de risco significativo para a flacidez dos seios”, acrescentou. “Já que amamentar melhora tanto a saúde geral da mãe quanto a da criança, o conhecimento da paciente sobre esta questão é de muita importância.”

Espaço Georgia Machado

Dra Georgia Machadocirurgiã plástica em Fortaleza, Diretora Técnica do Espaço Georgia Machado

Fonte: Relaxnews

Responda