As estrias caracterizam-se por um rompimento das fibras elásticas que sustentam a camada intermediária da pele, formada por colágeno e elastina (responsáveis pela sua elasticidade e tonicidade). As estrias afectam homens, mulheres em idade adulta ou durante a adolescência, mulheres no transcorrer da gestação, e até mesmo crianças. As estrias geralmente são comuns nas mamas, quadris, abdomen, coxas e nádegas. Cerca de 90% das mulheres atuais desenvolvem estrias durante a gravidez. Estudos mostram que a ingestão de flúor interfere na síntese do colágeno.

Causas

As estrias podem ter várias causas, dentre elas

• Efeito Sanfona

• Crescimento rápido

• Tempestade hormonal

• Excesso de exercícios

• Gravidez

• Ressecamento da pele

• Hereditariedade

Prevenção

Até mesmo a prevenção é difícil, devido aos vários fatores que podem provocar as estrias.

Uma hidratação diária pode ajudar a prevenir e a amenizar as estrias, desde que os cremes contenham substâncias ativas com estas propriedades. Para conter o problema, é preciso repor substâncias que ajudam na reorganização do colágeno e elastina na pele. Também é importante fazer a hidratação de todo o organismo, através do consumo adequado de água e outros líquidos. O recomendado é que se consuma de 2 a 3 litros diariamente.

Dietas: nesse caso o ideal é evitar o famoso “efeito sanfona” (ato de emagrecer e engordar repetidamente) porque isso gera o estiramento excessivo das fibras elásticas, causando o surgimento das estrias.

Tratamentos estéticos para diminuir estrias

As estrias avermelhadas são as mais recentes tendo essa coloração devido ao rompimento sanguíneo. Os tratamentos iniciados nessa fase têm melhores resultado, pois as células continuam vivas e com maior capacidade regenerativa.

Laser: É um tratamento bem moderno para redução das estrias. Os tipos de lasers utilizados para o tratamento de estrias têm afinidade pela água da pele e, ao atingir a pele, promovem a sua vaporização localizada. Isso estimula uma nova organização desse tecido, com formação de novas fibras de colágeno e elastina. Um tipo muito utilizado é o Laser Fracionado de CO2, por promover grande melhora, com poucos efeitos colaterais.

Radiofrequência fracionada: O Fraxx é um aparelho que estimula a neoformação de colágeno remodelando a cicatriz e diminuindo a flacidez.

Dermoabrasão: É realizado um tipo de lixamento da pele que, ao escoriar a pele, elimina uma boa parte da camada superficial. Isso também estimula um processo cicatricial na pele, ajudando na produção de colágeno e elastina

Lipoaspiração: Para alguns casos a aspiração da gordura superficial na região onde não há estrias estimula a produção de colágeno da pele, melhorando sua elasticidade. A ressecção da pele pode também ser pensada como no caso da abddominoplastia em que toda a pele abaixo do umbigo é retirada.

Peeling: Os peelings eliminam de forma suave e uniforme as camadas superficiais da epiderme. O que leva a regeneração celular, resultando no surgimento de uma nova pele. Podem ser feitos com ácidos que são chamados peelings químicos é realizado com aplicação de cremes ou géis à base de ácido retinóico ou alfa-hidroxi-ácidos (AHA) que aceleram a renovação celular e atua na formação de colágeno novo. Os resultados começam a ser percebidos após um ano e deve ser interrompido se a pessoa for para o sol.

Mesoterapia: Esse tratamento pode ser aplicado nos dois tipos de estrias. “É injetada no local da estria, com finas agulhas, uma substância capaz de estimular a produção de colágeno na quantidade ideal para preencher os sulcos das estrias antigas, que, por conseqüência, ficam mais estreitas. Cada aplicação dura 10 minutos por estria e o tratamento leva, no mínimo, dois meses”.

Carboxiterapia: A carboxiterapia consiste em aplicar diversas injeções de dióxido de carbono (CO2) sob a pele para alcançar fins estéticos. O gás age melhorando a circulação celular e a oxigenação dos tecidos. A sua aplicação é ampla e quando aplicado na estria aumenta a produção de colágeno.

Confira esses e muitos outros tratamentos no Espaço Georgia Machado

Responda