Sua mesa é organizada, com pastas e papéis bem alinhadas e canetas no lugar certo? Ou parece mais que uma loja de material de escritório vomitou tudo sobre a sua mesa? Eis o que os psicólogos afirmam sobre o que o estado de sua mesa pode dizer sobre você.

O-que-o-estado-de-sua-mesa-diz-sobre-você Dra Georgia Machado Cirurgia Plástica em Fortaleza

Depois de simular diferentes condições de trabalho, em que os participantes preencheram questionários e foram analisados por seu comportamento, os pesquisadores da Universidade de Minnesota, EUA, chegaram a uma conclusão. As pessoas que trabalham em mesas limpas e arrumadas tendem a se conformar com a convenção, ter uma dieta saudável e são mais generosos, em comparação aos colegas de trabalho que possuem mesas bagunçadas.

Mas se aqueles que trabalham em mesas limpas tendem a ser conformistas, o que significa quando o espaço de trabalho é desordenado, com papéis e material de escritório espalhados aleatoriamente? Essa desorganização também promove o pensamento criativo e estimula novas ideias, disseram os pesquisadores.

Para seu estudo, publicado no periódico Psychological Science e divulgado esta semana, os participantes foram convidados a preencher um questionário, tanto em um escritório organizado, quanto em um todo desordenado.

Eles também foram convidados a doar para a caridade e pegar uma maçã ou chocolate quando saíssem da sala. O que os pesquisadores descobriram foi que, aqueles que completaram a tarefa em uma sala limpa, fizeram doações mais generosas e eram mais propensos a escolher o lanche saudável em vez do chocolate, se comparados àqueles que preencheram os formulários no ambiente mais desorganizado.

Espaço Georgia Machado

Dra Georgia Machado, cirurgiã plástica em Fortaleza, Diretora Técnica do Espaço Georgia Machado

Mas quando os pesquisadores pediram para que os grupos debatessem novos usos para bolas de pingue pongue, as ideias vindas da sala bagunçada foram classificadas como as mais interessantes e criativas, em comparação àquelas que saíram da área de trabalho mais organizada, observou o estudo.

“Estar em uma sala bagunçada levou a algo que as empresas, indústrias e sociedades querem mais: a criatividade”, disse Kathleen Vohs, autora principal do estudo.

Da mesma forma, quando dada a opção de escolha entre um novo produto e um já estabelecido no mercado, as pessoas da sala mais desorganizada estavam mais inclinadas a dar uma chance ao novo produto. Mais uma vez sinalizando que os ambientes desordenados podem ajudar as pessoas a se libertarem da convencionalidade.

“Os ambientes desordenados parecem inspirar a libertação da tradição, que pode gerar novas percepções”, disse Vohs. “Os ambientes organizados, por outro lado, incentivam a convenção e o jogar mais seguro.”

Em defesa das pessoas mais desorganizadas e bagunceiras, algumas das mentes mais criativas e brilhantes também eram conhecidas por serem notoriamente confusas, incluindo Sigmund Freud, Abraham Lincoln e Albert Einstein, que disse certa vez: “Se uma mesa cheia é um sinal de uma mente confusa, de que, então, é sinal uma mesa vazia?”

O site Apartment Therapy mostra exemplos de espaços e trabalho de pessoas famosas http://bit.ly/11YL7ev

Responda