A foliculite é a inflamação de um ou mais folículos capilares. Pode ocorrer em qualquer lugar da pele. O pêlo encrava porque  está fraco e não consegue ultrapassar a barreira superficial da pele. Ou ele sai, mas volta a entrar.A foliculite ocorre quando as bactérias invadem o local onde o pêlo nasce e aí começa o tormento: pontos pretos, inflamações, dor, coceira e bolinhas vermelhas, com ou sem pus. Em alguns casos mais sérios só um especialista pode tratar.

Homens, mulheres… ninguém tá livre disso.

Em geral, afligem mais as peles morenas, negras e amarelas, mas isso não impede que qualquer outra pessoa também tenha. Nas mulheres o problema é maior na virilha e pernas e nos homens, na barba. Na maioria dos casos de foliculite, os folículos danificados são infectados com a bactéria Staphylococcus (estafilococo).

A Coceira do barbeiro é uma infecção dos folículos capilares na área da barba, geralmente no lábio superior. Fazer a barba torna a condição ainda pior. A Tinea barbae é semelhante à Coceira do barbeiro, mas a infecção é causada por um fungo.

A pseudofoliculite da barba é um distúrbio que ocorre principalmente em homens negros. Se pelos crespos da barba forem cortados curtos demais, eles poderão se curvar de volta na pele e causar inflamação.

Os motivos são variados:

>> a depilação com cera é a que mais leva ao aparecimento dos pêlos encravados já que os pêlos arrancados têm mais dificuldade de voltar à superfície porque a glândula sebácea próxima ao pêlo entope.  
* Dica: Algumas mulheres que estão acostumadas a depilar o corpo com cera se beneficiam da lâmina: como ela fortalece o pêlo, pode ficar mais fácil ele romper a pele. Alterne os métodos depilatórios, entre cera e lâmina, por exemplo.

>> calças apertadas (de tecido sintético e/ou jeans) , calcinhas e até cintas no pós-operatório, por exemplo, também agravam o problema na virilha já que deixar o local quente, húmido e machucado é criar um ambiente perfeito para as bactérias. Quando usamos roupas mais grossas, a pele não consegue transpirar da forma correta e aí as bactérias se aproveitam dos pelos encravados. 
* Dica: Evite usar roupas justas e de tecidos grossos com frequência, principalmente nos dias mais quentes

>> mais uma para nós, mulheres que sofrem, a menstruação: nesse período aumenta a secreção da glândula ao lado do pêlo e encrava. 
* Dica: usar roupas mais largas e arejadas e calcinhas sem elástico.

>> a lâmina usada incorretamente pode piorar o quadro principalmente no caso de virilha e barba. 
* Dica: Quem usa lâmina deve sempre manter o aparelho bem limpo (o ideal seria usar os descartáveis). Depois de usar a lâmina lave bem o aparelho com um sabonete antiséptico e mantenha num lugar fechado e seco.

>> há também os casos de pêlos que encravam quando o corte de cabelo é feito na nuca, principalmente quando o mesmo poro possui dois ou três pêlos. 
É a chamada foliculite queloideana da nuca (mais essa agora!). 
Normalmente, homens que apresentam este tipo de inflação, também possuem problemas com a barba e vice-versa

>> o excesso de esfoliação e cremes gordurosos ou óleo corporal também podem ser agravantes

>> Depilar ou barbear de preferência após o banho, quando a pele estiver bem hidratada. Utilizar a lâmina de forma bem suave, não com força e nem no sentido contrário ao crescimento do pêlo e deixá-lo rente à pele. Lavar a área depois do procedimento

>> Não caia na tentação de cutucar, espremer ou arrancar com a pinça os pêlos encravados. Isso só vai ajudar a deixar o local mais inflamado, além de deixar a pele marcada ou manchada

>> Esfoliar sempre! 
Como uma das causas da foliculite é o excesso de queratinização, manter a pele mais lisinha e livre das células mortas (que dificultam a saída do pêlo à superfície) é fundamental para minimizar o problema. 
A esfoliação é uma grande aliada quando o assunto é prevenir os temidos pêlos encravados e deve ser feita semanalmente. Exceto quando a pele estiver irritada e nesse caso é melhor não esfoliar para não agredi-la mais. 
Os esfoliantes corporais com grânulos auxiliam na remoção das células mortas, afinando a pele e, assim, facilitam a passagem do pêlo. Mas eles têm de ser usados de forma constante.  
Existem bons produtos que levam algum agente bactericida na fórmula, como o triclosan. Além de esfoliar, eles combatem possíveis inflamações, que poderiam piorar o quadro.  
A esfoliação deve fazer parte do seu dia-a-dia, já que toda vez que o pêlo cresce pode acabar encravando novamente.

>> A depilação a laser é tida entre os especialistas como uma das melhores soluções para evitar os pêlos encravados, mas se esse método é financeiramente impossível pra você saída é manipular cremes com bons princípios ativos como: uréia, ácido salicílico, peróxido de benzoíla ou ácido retinóico. E agora, que cremes são esses? Agende uma avaliação gratuita com as nossas fisioterapeutas elas vão explicar tudo sobre esse tratamento.

One Response to “O que é Foliculite?”

  1. Luiza, Responder

    Pessoal,

    já testei vários produtos e o único que resolveu meu problema de foliculite foi o Tend Skin! E resolveu mesmo!

    Aconselho a qualquer um que tenha este problema tão difícil de resolver…já comprei várias vezes pela internet no site do distribuidor no Brasil e me entregaram direitinho…

    Fica a dica!

    Bjinhus

Responda