Um novo estudo descobriu que a meditação pode ajudar a diminuir o vício em nicotina

A-meditacao-pode-ajudar-voce-a-parar-de-fumar

As tentativas de acabar com o vício na nicotina são muitas, e diversas vezes não dão em nada. Mas um pequeno estudo sugere que a meditação pode ser uma aliada nessa difícil tarefa.

Um estudo dos EUA anunciado ontem e publicado na semana passada no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences descobriu que, depois de algumas horas de meditação, os fumantes apresentam significativamente menos inchaço e mostram um aumento da atividade em áreas do cérebro associadas ao autocontrole.

Pesquisadores da Universidade de Oregon recrutaram 60 estudantes universitários, incluindo 27 fumantes. Metade do grupo aprendeu uma técnica de meditação chamada de treinamento integrativo de corpo-mente, ou IBMT na sigla em inglês. Alguns dos indivíduos meditaram por cinco horas durante um período de duas semanas. Os outros seguiram a mesma programação, mas praticaram terapia de relaxamento, na qual se concentravam em liberar a tensão de diferentes partes do corpo.

No final do treinamento, os fumantes que meditaram fumaram 60% menos, enquanto que os hábitos de tabagismo dos que estavam no grupo de relaxamento não sofreram alterações.

O pesquisador chefe Michael Posner e a equipe de pesquisa também usaram uma máquina de ressonância magnética funcional para examinar a atividade cerebral dos participantes, encontrando uma mudança na atividade em regiões associadas com o auto-controle nas fumantes que meditaram. Mais uma vez, nenhuma alteração foi observada em indivíduos que seguiram o programa de relaxamento.

“Nós descobrimos que os participantes que receberam treinamento IBMT também experimentaram uma diminuição significativa em sua ânsia por cigarros”, disse o co-autor Yi-Yuan Tang da Texas Tech University. “Porque a meditação centrada na mente promove o controle pessoal e mostrou que influencia positivamente a atenção e uma abertura às experiências internas e externas, acreditamos que a meditação pode ser útil para lidar com os sintomas do vício.”

Tang desenvolveu a técnica IBMT em meados da década de 1990, com base na medicina tradicional chinesa, o taoísmo e o confucionismo. Ao contrário de outras técnicas de meditação, que se concentram no controle do pensamento e requerem treinamento a longo prazo, ele diz que sua técnica é focada na consciência de corpo e mente, com posturas corporais e de respiração.

De acordo com Tang, com o treinador certo, você pode aprender a técnica em menos de cinco dias.
Ambos Tang e Posner realizaram um estudo prévio que revelou que 11 horas de prática da técnica (mesmo para principiantes) pode ter um efeito positivo físico no cérebro, aumentando a conectividade e eficiência. Esse estudo foi publicado no ano passado no periódico Proceedings, da Academia Nacional de Ciências.

Acesse o novo estudo (em inglês)
http://www.pnas.org/content/early/2013/07/31/1311887110

Oferecimento:

Espaço Georgia Machado

Dra Georgia Machado, cirurgiã plástica em Fortaleza, Diretora Técnica do Espaço Georgia Machado

Fonte: Relaxnews

Responda